Em palavras: Aqui, conversando…

  tumblr_liqo48fIIe1qdj3jvo1_500

Oi, pai… Eu estava aqui sentada, num quase inexistente caso de calmaria e percebi o vento balançar a copa das árvores. Isso me fez lembrar do Senhor. Tomei outro gole do suco de goiaba e uma criança linda correndo por perto, por um momento quase imperceptível parou e me fitou, lembrei de Ti de novo. Entre uma batata frita e um pedaço de bife, resolvi mastigar com calma, sem pensar nas milhares de coisas por fazer ou nos problemas, foi então que percebi as nuvens passeando pelo céu e isso me deixou tão calma e serena, me fez perceber a grandiosidade da vida e minha pequenez, pensei no Senhor mais uma vez.

   Aqui, sentado e perdido entre pessoas desconhecidas, fazendo algo tão comum, percebi que pensar em Ti me tornou calmo e sereno, então me dei conta de que estava conversando contigo e isso é tão bom.

   Enquanto pago a conta; enquanto dirijo pelo caos; faço as compras da semana ou até mesmo durante o banho, me pego conversando contigo. Sobre meu dia, quando a insônia me acorda, sobre minhas ideias mirabolantes que todos acham malucas; sobre o quanto fui estúpido por ter dito ou feito (ou, ainda, deixado de dizer/fazer) determinada coisa ou apenas por estar tão cansado de pensar ou lembrar, sento no chão do meu quarto e, silenciosamente, observo as estrelas.

   E ultimamente tem sido assim, quando preciso de um pouco de calmaria, lembro do prazo do relatório que preciso entregar. Quando preciso sossego, me lembro das provas da semana que vem. Quando todo meu corpo entra em exaustão porque meus pensamentos não se aquietam, lembro de alguém que amo muito deitado no hospital e que não há nada que eu possa fazer. Tudo isso acontece quase ao mesmo tempo, quando tudo que eu quero é silêncio, dentro e fora de mim.

   Nesse exato momento, te escuto abrir a porta do meu quarto, te reconheço sentando ao meu lado e apenas isso me faz mergulhar nos braços da paz. Seus braços capazes de me ajudar a lutar comigo mesmo, contra meus anseios e medos.

   Adormeço num sono tão profundo que mal lembro de sonhar. Acordo e automaticamente lembro do relatório, das provas, do hospital. Tudo permanece igual. Então, percebo que nada na minha vida vai ficar mais fácil ou mais difícil, ela é o que deve ser, mas tenho a certeza que independente do que acontecer, seus braços sempre me cercarão e eu sempre poderei estar em paz.

 ♥

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s